quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

KULT – A Realidade é Uma Mentira

Bom dia, boa tarde e boa noite Seres Humanos! Aqui quem vos fala da cidade negra de Metropolis é o Tio Dio, o seu amigo de sempre, Tretaman!
Nesta linda matéria de hoje eu irei abordar um dos jogos de RPG mais assustadores de todos os tempos, então preparem suas fraldas e não desejem jamais CONHECER A VERDADE!



Kult é um RPG sueco criado em meados de 1991, pelas mãos de Michael Petersén e Gunilla Johnsson, ganhando uma segunda edição em inglês por volta de 1996.

Agora, 25 anos após a primeira edição Kult está voltando através de um financiamento coletivo pelo site Kickstarter, e que em questão de segundos alcançou sua meta! Este novo jogo, que foi batizado de KULT – Divinity Lost (Kult – Divindade Perdida, em tradução livre), está repleto de belas imagens, todas coloridas (assim como a tendência do mercado europeu de RPGs, vide Degenesis Rebirth, que em breve também irá ganhar uma matéria aqui na Rádio Budega), e quem melhor para explicar a proposta deste jogo do que seus criadores? (Também em tradução livre):

KULT sempre foi um jogo extremamente fascinante, com um universo profundo, horrível, complexo, insano e assustador, e que ao mesmo tempo nos atrai a explorar suas profundezas ocultas e maravilhas aterrorizantes. Meu foco principal nesta nova versão está em nós – os seres humanos – nossas almas, histórias pessoais e horrores, e a redenção que podemos experimentar. Nós damos as ferramentas para que os jogadores criem histórias de horror fortes e emocionantes que perdurarão por muito tempo depois de terem realmente acabado.” (Robin Liljenberg, Escritor Principal e Design de Kult).

“A nova versão de KULT é uma re-imaginação do mito original, definido nos tempos modernos, com temas modernos. A nossa forma de contar histórias evoluiu. O mundo mudou muito em um quarto de século. Por exemplo, agora a internet é uma parte intrínseca da ilusão – manter a humanidade passiva, extraviada e atordoada.” (Marco Berhmann, Líder do Projeto do game).

“Esta interação de KULT é tão bonita quanto é escura e macabra. Isto é mais do que um jogo. A meta é criar uma assombrosa e majestosa obra de arte que irá inspirar os leitores para contar histórias pessoais e sombrias de morte, sexo, tragédia, horror e mistério. Você vai abrir o livro e será tragado por segredos sublimes e verdades revoltantes que estão escondidas ali dentro.” (Petter Nallo, Diretor de Criação).


Mas vamos lá, qual é a história de Kult?

“Em KULT – Divinity Lost, o mundo que nos rodeia é uma mentira. A humanidade está presa em uma ilusão. Nós não vemos as grandes cidadelas de Metropolis elevando-se sobre nossos mais altos arranha-céus. Nós não conseguimos ouvir os gritos que veem de uma adega de onde escadas escondidas nos levariam para o inferno. Nós não sentimentos o cheiro de sangue e carne queimada daqueles que foram sacrificados aos deuses há muito tempo esquecidos. Mas alguns de nós conseguem ver vislumbres de além do véu. Temos este estranho sentimento de que algo não está certo, as divagações de um louco no metrô parecem levar a mensagens escondidas, e nosso vizinho recluso não parece ser inteiramente humano. Lentamente vamos descobrindo a verdade sobre nossa prisão, nossos captores e nosso passado escondido, podemos finalmente acordar de nosso sono induzido e assumir o controle de nosso destino.” (Palavras do Kickstarter do financiamento do jogo).


Kult possui a seguinte premissa: Os seres humanos eram deuses, estes deuses foram presos em uma ilusão, que é nossa realidade, por uma entidade chamada Demiurgo. Há uma cidade gigantesca formada por todas as cidades, chamada de Metropolis, o lar de nossos carcereiros, os Arcontes, que tem como única finalidade impedir que despertemos de nossa ilusão, que descubramos a verdade de quem somos. Neste RPG os jogadores interpretam pessoas comuns que tem um vislumbre da verdade, que descobrem que tudo que viveram até ali é uma mentira, e devem fazer de tudo para escapar dessa prisão maldita enquanto são perseguidos por criaturas extradimensionais deformadas e repugnantes, que irão lhe capturar e torturar até que sua alma esqueça tudo e volte ao torpor da ilusão e você reencarne novamente como uma ovelha obediente.



Kult é um jogo denso, profundo e que levantou muitas polêmicas quando foi lançado, misturando elementos de diversas religiões como a Kabballah Judaica e o Gnosticismo, mas sem dúvida, aclamado por uma legião de fãs do mundo todo (como podemos ver na velocidade com que alcançou sua meta de financiamento). Se você gosta de histórias intimistas, profundas e assustadoras, irá se deliciar com Kult, então não deixe de participar do financiamento coletivo e quem sabe alguma editora brasileira não resolve trazer esta maravilha para terras tupiniquins? 

Link para o Financiamento Coletivo do Kickstarter >>aqui<<
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Gostou desta notícia? Não deixe então de curtir nossa página no facebook >>aqui<<  e de ouvir nosso Podcast sobre RPG ou nossos Contos de Terror da Frequência do Medo. 
Nos deixe um comentário ou nos mande um e-mail para radiobudega@gmail.com
Até a próxima! 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...