terça-feira, 21 de julho de 2015

Aulas na Budega - Adaptando Animes para RPG

Getsuga Tenshou! Kage Bushin no Jutsu! Leigan! Meteoro de Pegasus! Kamehameha! Gomu Gomu Foguete! Sim meus queridos leitores! Devido ao sucesso do nosso último post sobre Anime e RPG, nós do Pentáculo Budegueiro, resolvemos por livre e espontânea combustão dar continuidade a nossa série de dicas para se transformar nossos Animes e Mangas favoritos em jogos inesquecíveis de RPG! Queimem seus Cosmos, elevem seus Kis acima de 8000, concentrem seus Chakras  e confiram nossa coletânea de dicas tão extensa quanto qualquer baralho de Yu-Gi-Oh que se prese, pois esta na hora da 

AULA NA BUDEGA


Comecemos os trabalhos respondendo algumas perguntas muito instigantes sobre como adaptar Animes para o RPG que fizeram o tio Dio passar noites em claro pesquisando, estudando e queimando neurônios só para fazer a alegria de vocês: 

1) Que modos de jogo eu faço em um RPG de Anime? 
Ora jovem mancebo cabriola, você pode criar desde um one shot até campanhas que podem durar anos, mas o segredo esta em como você faz isso e qual cenário você escolheu. Vejamos os tipos de jogos:

A) Recriação de Episódios: Seu Mestre pimpão e maroto prepara uma mesa de Naruto para vocês, vocês criam personagens no mesmo universo dos protagonistas, de diferentes Vilas Ocultas, e para sua completa e total surpresa, vocês se veem no meio do Torneio Chuunin! Enfrentando os personagens principais da Saga em lutas homéricas! Está é a graça do modo Recriação de Episódios, você lembra de todos os detalhes daquele episódio e tem a chance de se sentir fazendo parte daquele momento empolgante que te fez vibrar e erguer as mãos pro alto pra preparar a Genki Dama (sim, eu sei que vocês também fizeram isso, não adianta disfarçar).

B) Spin-off: Então você não quer reviver o episódio? Talvez você só queira explorar o mundo do cenário do seu anime favorito? Que tal explorar o Echo Mundo de Bleach em busca dos Vasto Lords? Ou quem sabe navegar por mares nunca visitados por Luffy e sua tripulação de One Piece? Pois é isso que o Spin-off oferece, dando a chance de explorar histórias nunca imaginadas pelos Mangakás no seu universo favorito de animes.

C) Crossover: Este modo de jogo é muito interessante pelo simples fato de que você mistura universos no seu jogo, que tal ter Os Cavaleiros do Zodiaco lado a lado com os Guardiões Sagrados de Shurato? Ou quem sabe colocar Gundan e Evangelion no mesmo jogo? As possibilidades são infinitas, assim como a diversão!

Crossover! Yes Bitch! 

2) Que estilo de jogo eu posso criar em uma adaptação de Anime? 
Essa perguntinha é clássica, assim como sua resposta: "o estilo que você quiser", mas isso seria fácil de mais, por isso vou explanar com mais calma quatro estilos, que na minha opinião, são os mais legais.

A) Horror: O estilo de Anime que envolve o medo, o terror e o cagaço! Para se criar uma adaptação digna de um Anime de Horror, basta um pouco de pesquisa sobre o Terror Japonês, que ao contrário do ocidental, é muito mais sutil e implacável. Então alguns games eletrônicos como Fatal Frame e filmes como O Grito podem ajudar a entender como funciona esse estilo; Ao contrário do horror/terror ocidentais, os orientais mechem muito mais com a sua cabeça, com seu psicológico, não expondo decapitações e sustos cheios de sangue para surpreender, basta o mistério e o medo de ir no banheiro sozinho a noite para se provar o gostinho do que estou falando. Outra característica relevante é a pessoalidade do estilo do terror, não se trata de um alienígena ou monstro inumano, os antagonistas geralmente são coisas que se parecem conosco, espíritos torturados e distorcidos, que um dia já foram como nós, e saber disso nos gela a alma.

B) Aventura: O Estilo mais fácil de se narrar/jogar, é o mais fantástico e mais próximo do que estamos acostumados por aqui do lado oeste do planeta. O Anime Aventura pode se passar em qualquer lugar, desde campanhas medievais e universos futuristas, o que a caracteriza é a jornada que os protagonistas fazem em superar desafios e antagonistas para conseguir algo que lhes seja importante, envolvendo geralmente valores como amizade, lealdade, coragem e força de vontade, demonstrando algo mais heroico (e por que não dizer cômico?).

C) Romance: Não se assustem caros leitores, pois o estilo Romance é muito legal. Baseado em Animes mais leves como Love Hina, Fruits Basket e até mesmo Sakura Card Captor, envolve a descoberta dos protagonistas de um mundo novo e suas relações sociais com os NPCs, mas não se engane, embora a temática seja mais leve, os jogos podem ser tensos e complexos, envolvendo intrigas, sentimentos e muita empatia para se chegar ao objetivo, seja conseguir um par romântico, ou passar os últimos dias de vida de uma pessoa a fazendo feliz (Se você lembrou de Um Litro de Lagrimas, então você sabe do que estou falando).

D) Psicológico: Este é um meio termo entre o Aventura e o Horror, mas é mais denso e tem elementos próprios, sendo o melhor estilo para jogos mais "pé no chão", como campanhas policiais e investigativas. Este estilo tem grandes Animes o representando, como o aclamado Death Note, onde duas mentes geniais travam uma guerra de artimanhas para pegar uma a outra. Outros Animes/Mangas desse gênero são Monster e Psychic Detective.

Another - Assustador e Pessoal


3) Tudo muito bem, tudo muito bom, mas que sistemas eu uso para jogar isso? 
Ora, ora, ora, nós brasileiros adoramos a cultura nipônica, e pelo menos desde o começo da década de 90 que nos apaixonamos pelos Animes da TV Manchete. e não é de se surpreender que existam vários sistemas de RPGs nacionais que dedicaram um pouco de sua atenção para os Animes, claro que você pode usar o sistema que melhor lhe parecer, mas nós te recomendamos estes aqui:

A) 3D&T: Criado por Marcelo Cassaro, era anteriormente chamado de "Defensores de Tóquio", é um sistema rápido e de fácil aprendizado que foi criado quase que exclusivamente para aventuras envolvendo níveis de poder absurdos e campanhas épicas, existindo diversos suplementos para auxiliar no estilo de jogo que você desejar, no próprio Manual Alpha ele dá alternativas de regras para se jogar exclusivamente os estilos de Anime Aventura.

B) Sistema Daemon: Criado por Marcelo Del Debbio, fez um grande sucesso com suas temáticas de terror, mas fez um suplemento chamado Anime RPG, que sem dúvida não deixa nada a desejar, explanando regras até mesmo de criação de naves espaciais e mechas! Além é claro de uma gama de poderes sobrenaturais que são ótimos para o estilo Horror. 


Role os Dados meu Fih!!! 
__________________________________________________________________________
Então meus queridos leitores, não deixem de comentar e deixar seu feedback, se tiverem dúvidas, sugestões de postagens, críticas e até mesmo presentes, não se acanhem, podem entrar em contato conosco através do nosso e-mail: radiobudega@gmail.com, pela nossa pagina no Facebook Rádio Budega, ahhh e não deixem de acompanhar nossos podcasts através do Feed, basta clicar >>>AQUI<<<. 


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...